Cansada de não fazer nada

Essa frase utilizada por muitos (á toas como eu) do título descreve meus últimos dias. Muitos podem falar que é bobagem, mas chega uma hora que enche o saco não ter nenhuma obrigação. E esse post segue o que eu disse no A procrastinação gerada pelo ócio (já perceberam como eu sempre cito algum post anterior?).

Continuar lendo

A procrastinação gerada pelo ócio

Caramba, eu sou muito preguiçosa mesmo. Não to fazendo nada nesses dias (tudo bem que agora é Carnaval, e ninguém faz nada mesmo no Carnaval. Na verdade me refiro a qualquer dia depois do meu último post) e mesmo assim não atualizo esse blog. E eu tenho que confessar que eu até enrolaria mais uns dias, mas o tédio (meu velho amigo que eu não encontrava a um certo tempo) resolveu me fazer uma visitinha, só que eu não quero que ele fique muito tempo.

Continuar lendo

Tédio, doce tédio

Bem, não sei como começar porque a falta de inspiração aqui tá forte. E, uma coisa que eu vim percebendo nesses dias, é que cada vez mais a minha inspiração parece estar sumindo. Isso meio que me preocupa. Sem querer me livrar da culpa, mas acho que p tédio está com uma grande participação nessa situação. Agora, o que eu quero saber é: por que todo esse tédio?